A TEMÁTICA AMBIENTAL NO CURRÍCULO DE QUÍMICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Liliane Samira Becari Nogueira Domeneghi, Ismael Laurindo Costa Junior

Resumo


Este artigo relata uma investigação acerca da incorporação da temática ambiental no currículo de química do estado de São Paulo, que buscou identificar os elementos da temática ambiental e os enfoques da Educação Ambiental (EA) contidos no documento. Considerando a natureza da fonte dos dados para esta investigação, foi desenvolvida uma pesquisa documental utilizando-se da abordagem qualitativa. Para análise dos dados, foi utilizada a técnica denominada “Análise de Conteúdo”, proposta por Laurence Bardin. Os elementos da temática ambiental encontrados nos documentos possibilitaram a construção de unidades de registro que, posteriormente, foram agrupadas em três categorias: “uso e apropriação de recursos naturais”, “impactos da presença antrópica no ambiente” e “propostas para uma nova relação com o ambiente”. A partir daí, foi observada uma predominância da abordagem de elementos que evidenciam os impactos da presença antrópica no ambiente, possivelmente motivada pelos crescentes episódios de degradação ambiental da atualidade. Contudo, ao abordar as propostas para uma nova relação com o ambiente, o texto curricular evidencia elementos que correspondem ao enfoque pragmático da EA, o que pode conduzir a ausência da problematização das relações de poder existentes em nossa sociedade, conferindo à EA abordada neste currículo um limitado potencial transformador da relação entre sociedade e natureza.

Palavras-chave


Educação Ambiental. Currículo. Ensino de química. Ensino Médio. Pragmatismo.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação em Educação - CUML | ISSN: 2238-4979 | Qualis: B2

Indexada em:


Latindex

bbe

edubase

clase

iresie