DISTINÇÕES ENTRE EDUCAÇÃO ESCOLAR E POLÍTICA NO PENSAMENTO DE HANNAH ARENDT

Jenerton Arlan Schütz, Paulo Evaldo Fensterseifer

Resumo


O presente estudo, de cunho bibliográfico, apresenta reflexões sobre a distinção entre a educação escolar e a política no pensamento de Hannah Arendt. Em seus escritos encontram-se distinções radicais entre a educação escolar e a política, algo incomum nos discursos hodiernos, em ambas as áreas. Algumas indagações motivam as reflexões: como a crise na educação escolar pode ser tida como um problema político se os dois âmbitos são distintos? O que significam as afirmações que distanciam tão fortemente a educação escolar da política no pensamento da autora? Num primeiro momento, apresentam-se reflexões que revelam as razões de a crise na educação escolar ser um problema político e que, portanto, envolve discussões de ordem política em função da abertura que a atual crise do mundo provoca. Por conseguinte, apresentam-se reflexões acerca das distinções entre educação escolar e política. Por fim, considera-se que, o que ambas compartilham é o compromisso, por parte dos adultos, com o mundo comum.

Palavras-chave


Educação Escolar; Política; Mundo Comum.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação em Educação - CUML | ISSN: 2238-4979 | Qualis: B2

Indexada em:


Latindex

bbe

edubase

clase

iresie