SER PROFESSOR ALFABETIZADOR: A VOZ DOS ORIENTADORES DE ESTUDOS

Maria Elizabete Souza Couto, Alba Lúcia Gonçalves

Resumo


Este trabalho objetiva compreender como os Orientadores de Estudos (OE) pensam o processo formativo dos professores alfabetizadores, considerando as dimensões política, formativa, social e legal em relação ao contexto da alfabetização em seus municípios. A pesquisa foi de natureza qualitativa e, para coleta de dados, utilizamos um questionário que foi respondido por 49 OE. Para análise dos dados recorrermos a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Como ponto de partida a ideia central foi o PNAIC e para compreender a sua dimensão emergiram as ideias âncoras – PNAIC, formação, alfabetização e prática pedagógica. Os OE pensam que o PNAIC vem se constituindo como uma ação política que está contribuindo na organização, formação, ensino e aprendizagem nos municípios. Estão compreendendo, mesmo que sutilmente, os avanços e vislumbram a melhoria da aprendizagem dos alunos. Por fim, os municípios precisam se apropriar dessa possibilidade para construir um movimento que formativo nos aspectos – político, formativo, social e legal - para garantir a continuidade das ações quando o Programa concluir suas atividades.

Palavras-chave


Professor alfabetizador. Orientadores de Estudos. PNAIC.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós Graduação em Educação - CUML | ISSN: 2238-4979 | Qualis: B2

Indexada em:


Latindex

bbe

edubase

clase

iresie